5 Dicas para processar banco

Passo a passo para conseguir usucapião extrajudicial ou em cartório
17/08/2019
O que muda com a nova previdência
02/09/2019

5 Dicas para processar banco

5 Dicas para processar banco

Neste artigo você conhecerá 5 dicas para processar banco, que facilitarão sua vida para resolver problemas tão comuns atualmente.

O Brasil tem aproximadamente 90 milhões de pessoas com contas em banco em 2020.

Recentemente, devido à pandemia pela Covid-19, houve uma explosão de abertura de contas em bancos digitais. Aliás, Bancos digitais são seguros?

Naturalmente, o número de problemas causados pelos bancos é igualmente grande. Muito embora, haja ferramentas para resolvê-los, nem sempre as pessoas conseguem.

Se você já sentiu vontade de processar banco por cobrança indevida ou processar banco por demora no atendimento, saiba que não está só.

 

1- Antes de processar banco, tente amigavelmente.

dicas para processar banco

 

 

Em muitas ocasiões, a conversa resolve. Se você teve um débito “não autorizado”, por exemplo em sua conta, procure a gerência.

Lembre-se, uma ação judicial pode demorar bastante tempo e os resultados são incertos. Então, vale a pena resolver o problema sem ter que processar um banco.

Muito embora seja possível resolver pessoalmente, é muito importante que você saiba tudo que contratou com o banco. Procure ler todos os documentos

sobre a contratação de serviços e produtos oferecido antes de assinar.

Se fizer negócios com banco digitais, procure os canais disponibilizados pela instituição e lembre-se de arquivar ou “printar” a tela de aplicativos.

 

2- Formalize suas queixas

Ao tentar contato com o banco, não deixe de formalizar todos os passos. Muito embora seja importante a solução amistosa, em caso de ação judicial, será imprescindível ter documentos que comprovem seus passos.

Por exemplo, se você teve um débito não autorizado em sua conta, faça uma carta explicando o ocorrido e exigindo solução. Entregue ao banco e peça para que alguém assine e carimbe um protocolo. Nunca se esqueça de colocar datas.

Modelo de carta

Por outro lado, se alguém não quiser receber sua carta, envie pelo correio, preferencialmente via SEDEX com aviso de recebimento. Nos casos de bancos digitais, procure formalizar todas as conversas pelos canais disponibilizados.

Outro exemplo de canal de comunicação são as ouvidorias dos bancos. Por exemplo use o “0800” ou ombudsman.

 

3 – Onde reclamar antes de processar banco

 

Antes de processar banco, você pode ainda tentar reclamar em órgãos como o Procon. Outro órgão que pode lhe ajudar é o banco central.

Dicas para processar banco

Por outro lado, em casos graves como aqueles que envolvem fraude bancária, a sugestão é fazer um boletim de ocorrência numa delegacia. Por exemplo, um débito de cheque “clonado”, nesse caso trata-se de crime que precisa ser investigado pelas autoridades.

Dentre as dicas para processar banco,  aprenda mais esta: muito cuidado ao relatar os fatos, mesmo que tenha certeza que você não tenha culpa, evite admitir formalmente que trata-se de fraude.

Se você já foi vítima de fraude bancária, saiba o que fazer.

Em todos os casos, é muito importante que você guarde os comprovantes das suas tentativas de solução do problema.

Em último caso, os documentos que você conseguir juntar serão necessários e decisivos na hora de processar um banco.

 

4- Procure o juizado de “Pequenas Causas”

O juizado de “pequenas causas”, assim como é conhecido normalmente, é na verdade Juizado Especial Cível ou JEC.

Os juizados especiais cíveis tem um procedimento simplificado e costumam resolver problemas rapidamente.

São julgadas causas que não ultrapassam 40 salários mínimos. Para casos até metade desse valor, não é necessário ter um advogado.

Muito embora haja interesse financeiro na causa, no Juizado Especial Civel, não há custas judiciais, então não custos.

Por outro lado, existem alguns detalhes importantes. Por exemplo, se houver a necessidade de realização de alguma prova pericial, não será possível a ação no JEC. Nesse caso, será necessário contar com um advogado para processar banco na justiça comum.

Na verdade, deve prevalecer o bom senso, se não houver grande complexidade e valores relativamente inferiores, tente você mesmo sua ação.

Por outro lado, não é importante saber que eventualmente haverá necessidade de precisar de um advogado. Por exemplo, quando você não ganhar a causa e necessitar de elaborar um recurso. Neste caso é bom ter um advogado para fazer o serviço.

Outro exemplo, em caso de ter de fazer “contrarrazões” de recurso inominado, situação em que a parte que perdeu a ação recorreu e a outra tem que se manifestar sobre o recurso. Neste caso, trata-se de um assunto mais técnico e igualmente desejável o serviço de um advogado.

 

5-Última etapa das dicas para processar banco, ação judicial contra Banco”

 

Se seus caminhos te levaram até aqui, então vamos analisar alguns pontos:

  • Os problemas que o banco lhe causou são relevantes;
  • Tentou resolver amigavelmente;
  • Você tem documentos que comprovem suas alegações;
  • Tem documentos que comprovem a tentativa de solução amigável;

 

Bom se você entendeu o contexto desta avaliação, passamos para os próximos passos.

Procure um advogado especialista para processar banco, conte sua estória e mostre os documentos que você possui.

Nessa ocasião esclareça os custos que envolverão a ação. Por exemplo, honorários, custas judiciais e riscos de insucesso eventualmente.

Pondere que eventualmente o resultado da ação poderá levar algum tempo e tenha paciência.

Leia mais sobre como processar banco por cobrança indevida clicando aqui.


Se ficou alguma dúvida, entre em contato conosco. Contamos com Advogados onine.

2 Comentários

  1. Fátima Aparecida Teixeira da Rocha disse:

    Quer saber como faço para processar o banco nem da votanrentim.

  2. Olá Fátima, é necessário saber primeiro se você tem direito, mas em regra, você deve contar com apoio de advogado para escrever os fatos e fundamentar as suas razões perante à lei. Além disso deve-se juntar documentos pessoais e documentos que comprovem seu direito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.