Planos de Saúde – Consumidor Desrespeitado

Como regularizar um terreno de posse?
01/07/2019
Lei do Usucapião
03/07/2019

Planos de Saúde – Consumidor Desrespeitado

 

Os planos de saúde vem constantemente desrespeitando o consumidor de diversas maneiras. Por exemplo, demorando muito para agendar uma consulta.

Estamos vendo uma verdadeira enxurrada de notícias dando conta que o setor de saúde está passando um momento muito conturbado.

Ora são os médicos recusando a marcação de consultas, ora operadoras sendo impedidas de vender novos planos por decisão da (ANS). Agência Nacional de Saúde Suplementar

Mesmo a ANS se esforçando para conter o avanço de irregularidades das operadoras, os serviços de péssima qualidade continuam.

Tem-se a impressão que o valor que se paga pelo atendimento geral não corresponde ao benefício que se espera.

Ao que parece, muito em função do crescimento da economia brasileira, muitas pessoas passaram a contratar planos de saúde. Desta forma ingressam num mercado que não acompanhou o aumento de consumidores tomando serviços.

Situação idêntica às operadoras de telefonia, que viram uma explosão de consumo dos serviços sem aumentar sua capacidade de operação.

Os problemas mais comuns nos atendimentos de plano de saúde são falta de cobertura de exames e cirurgias, atraso no agendamento de consultas, venda casada de serviços e reajustes nos valores pagos.

Por outro lado, para resolver estas questões, o consumidor pode socorrer-se da ANS, PROCON ou ir à Justiça.

Vale lembrar que ao consumidor que se sentir lesado, ainda que não tenha sido materialmente, mas ter sofrido transtornos, constrangimentos ou outra afronta moral, é assegurado o direito de ingressar com ação judicial pedindo reparação.

Obviamente, as questões probatórias são importantíssimas. Por isso é necessário anotar os números de protocolo de atendimento telefônico pela operadora de planos de saúde, o nome da atendente, o horário, juntar todos os documentos referentes à prestação de serviços, o contrato de contratação do plano de saúde, exames médicos, pedidos de exames, enfim, tudo o que for possível para demonstrar os fatos que levaram o consumidor a sofre o dano material ou não.

Se desejar novos esclarecimentos, entre em contato conosco clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.